terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Faça o que digo, mas não faça o que faço!



O célebre “faça o que digo, mas não faça o que faço” não é mais aceito. As pessoas exigentes desejam ser inspiradas pelo exemplo e não por um discurso teatral.

Embora o líder nem sempre se dê conta de que é constantemente observado, como se estivesse em uma vitrine, seus liderados acompanham atentamente o que ele faz as prioridades de sua agenda, os alvos de suas críticas ou elogios, o que desperta seu mau humor, quem ele promove a quem delega e em quem confia a quem recebe e com quem gosta de falar.

Com base no que observam – independentemente do que diz o líder –, as pessoas tiram suas próprias conclusões sobre o que é realmente importante o que é verdadeiramente urgente, e quem é de fato e não na aparência, aquele líder. Quando as palavras estão de acordo com as ações, a credibilidade e a influência do líder aumentam. Caso contrário – se o líder fala uma coisa e faz outra –, sua credibilidade cai.

E você, tem essa atitude?

Faça seu comentário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário