segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Educando os próximos líderes - Entrevista com Cris Poli



O nome dela é praticamente desconhecido do público em geral, mas poucos pais nunca ouviram falar do seu programa: Supernanny. Outra informação que poucos têm é que a educadora Cris Poli é também evangélica e congrega na Igreja Palavra Viva em São Paulo.

Cris Poli é argentina e dedicou 40 anos à educação infantil. Atuou como professora de algumas das mais respeitadas escolas de Buenos Aires até se mudar para São Paulo e aplicar seus conhecimentos em colégios da capital paulista. Formou-se em Educação pelo Instituto Nacional Superior del Profesorado en Lenguas Vivas Juan Ramón Fernandez, de Buenos Aires, na Argentina. No Brasil, fez Licenciatura em Letras Inglês-Português na USP.

Nesta entrevista exploramos a importância da relação dos pais com Deus, de que forma isto tem impacto no desenvolvimento da liderança já na infância e também a responsabilidade das igrejas neste assunto.

Quais estão sendo os maiores desafios na educação de filhos da última década?

Cris - Colocar limites, estabelecer uma rotina adequada à idade e exercer a verdadeira autoridade que os pais devem ter. Tudo isso dentro da correria do dia-a-dia e do pouco tempo que os pais têm para estarem com os filhos.

Que diferenças você observa nas visitas a lares cristãos e não-cristãos?

Cris - Não tenho encontrado muitas diferenças. Quando os pais solicitam a presença da Supernanny eles estão desesperados porque não conseguiram educar seus filhos da forma adequada. Nessa situação não existem diferenças.

O que os pais cristãos deveriam fazer para ajudar seus filhos a desenvolverem um relacionamento ativo com Deus ainda crianças?

Cris - O relacionamento com Deus se ensina através do exemplo diário que os filhos vêm nos pais. Se os pais têm esse relacionamento ativo com Deus e vivem essa comunhão de maneira sincera, diariamente, os filhos irão a desenvolver esse relacionamento naturalmente. Provérvios 22:6 diz "Ensina à criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele."

Que conselho daria aos pais e mães cristãos, que desejam formar não somente pessoas, mas principalmente futuros líderes na igreja e na sociedade?

Cris - Os líderes cristãos devem ter o caráter formado nos princípios da Palavra de Deus. Esse caráter deve ser modelado desde a primeira infância através da leitura da Bíblia e da vivência dos fundamentos ali desenvolvidos. Uma criança educada dessa maneira com certeza irá se destacar já entre os amiguinhos, na igreja, na escola, ou seja, onde ela estiver. Ser cristão significa ser um pequeno Cristo, e um pequeno Cristo, com certeza será um líder na sociedade onde ele atuar.

De que forma você avalia a maneira que as igrejas têm lidado com as crianças em seus espaços?

Cris - As crianças devem ter seu espaço para poder trabalhar com as outras da forma adequada e de acordo com a idade deles. Dizer que as crianças atrapalham os são excluídas das programações das igrejas é não entender o verdadeiro chamamento de Cristo para elas. A Palavra não deixa dúvidas: "Deixai vir a mim as crianças porque delas é o Reino de Deus".

Como a igreja pode contribuir com os pais na formação cristã de seus filhos e oportunizar o desenvolvimento de dons e ministérios já na infância?

Cris - A igreja deve ter um ministério para crianças onde seja desenvolvido um trabalho em unidade com os pais através de palestras, workshops e reuniões onde eles possam receber orientações sobre como educar seus filhos e realizar um trabalho paralelo na igreja e nas casas. Família e igreja devem trabalhar em unidade na educação cristã das crianças.

Se pudesse voltar no tempo, o que teria feito diferente na educação dos seus próprios filhos que teria contribuído no desenvolvimento de características de liderança desde cedo?

Cris - Gostaria de ter tido o encontro com Jesus na minha infância e que meus filhos tivessem tido esse encontro também na infância. A minha conversão foi já adulta, casada e com três filhos adolescentes. Graças à misericórdia de Deus, toda minha família se converteu rapidamente e nossas vidas foram profundamente transformadas a partir disso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário