sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Aprenda a se Controlar!

Nesta semana, recebi o e-mail de um leitor pedindo ajuda. Ele contou que é uma pessoa que costuma se irritar facilmente com seus colegas de trabalho e que acabou de receber um aviso de seu líder direto: “Ou você aprende a ter mais paciência ou está fora da empresa”. Assim que li o e-mail, relembrei várias situações em que vi pessoas descontroladas se prejudicarem muito, tanto em sua vida pessoal como profissional.

Então, achei importante abordar esse assunto na e-zine para ajudar as pessoas a terem mais paciência com os outros. E sugiro que, se você precisa aprender a se controlar, leia a fábula O exercício da paciência, que já foi publicada na revista Motivação e faz uma reflexão exatamente sobre esse tema:

"Certa vez, o pai de um menino lhe deu um saco de pregos e disse que, cada vez que perdesse a paciência, deveria pregar um atrás da porta. No primeiro dia, ele pregou 37 e, nas semanas seguintes, à medida que aprendia a controlar seu gênio, pregava cada vez menos. Com o tempo, descobriu que era mais fácil fazer isso que pregar pregos atrás da porta, até que chegou o momento em que conseguiu se controlar durante todo o dia.

Depois de informar isso a seu pai, este lhe sugeriu que retirasse um prego a cada dia que conseguisse se controlar. Os dias se passaram e o jovem pôde finalmente anunciar que não havia mais pregos atrás da porta. Seu pai o pegou pela mão, levou-o até a porta e lhe disse:
— Meu filho, vejo que está trabalhando duro, mas olhe todos esses buracos na porta. Nunca mais ela será a mesma. Cada vez que você perde a paciência, deixa cicatrizes exatamente como as que vê aqui. Você pode insultar alguém e retirar o insulto, mas, dependendo da maneira como fala, poderá ser devastador, e a cicatriz ficará para sempre. Uma ofensa verbal pode ser tão daninha como uma física. Os amigos são joias preciosas que nos fazem rir, que nos animam a seguir adiante e nos escutam com atenção. Além disso, sempre estão prontos a abrir o coração." É uma bela reflexão, não é mesmo? Essa fábula nos ajuda a perceber a importância de termos mais cuidado com as palavras, afinal, as ofensas verbais podem ser tão prejudiciais quanto as físicas. Também é importante desenvolver cada vez mais a atitude resiliência para se adaptar ao que acontece em nosso dia a dia e aproveitar o que há de positivo em todos os momentos.

E, para finalizar, sugiro que você se comprometa com o seu bem-estar e o dos outros. Perceba se suas atitudes são benéficas ao seu bem-estar físico, emocional e espiritual e também ao das pessoas que estão ao seu redor. Se não forem, reflita um pouco e procure uma atitude mais assertiva.

Desejo que essa reflexão tenha sido útil para você! Um grande abraço,

Nenhum comentário:

Postar um comentário