segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Tenho que perdoar meu filho?

Perdoar

Bem, quero na dica de hoje falar sobre o perdão. Saiba que seus filhos aprenderão a perdoar observando você.

Como é que você perdoa a mamãe, o papai, aquela pessoa que magoou?...

Em cada situação você os estará ensinando silenciosamente pelo seu exemplo. Quando eles o magoam ou o desapontam, você é capaz de perdoar e esquecer?
Quando você não perdoa e esquece, passa a carregar consigo um ressentimento e este se transforma numa barreira que divide e separa.

Certa vez, um pai respondeu a seu filho com mágoa, amargura e desapontamento. O menino havia sido desobediente e merecia ser castigado, mas, devido ao fato do pai ter reagido com base em sua amargura ao invés de tentar ajudar o filho, surgiu uma barreira que quebrou o relacionamento dos dois.

O pai tirou do filho cinco privilégios muito especiais que teria em umas longas férias de verão. Então, durante quase três meses o garoto se limitou a seu quarto.

Como teria sido melhor se o pai tivesse disciplinado o filho com amor, em lugar de mágoa, e de maneira rápida, ao invés deste longo período...

Privá-lo de um dos privilégios já teria sido muito severo, mas, por causa de seus sentimentos feridos, o pai reagiu exageradamente.

Nesse período de três meses de férias, o garoto pouco mais fez do que ficar em seu quarto sentindo pena de si mesmo.

Com certeza, dessa má experiência surgiram amargura e ressentimento e a coisa assumiu proporções gigantescas e desnecessárias.

Esse pai poderia ter dito ao filho que o tinha perdoado e tudo seria esquecido.
Tal desafio teria ajudado o menino a tirar proveito do erro e melhorar seu comportamento. Qualquer menino respeitaria seu pai por uma disciplina assim e a maioria reagiria a ela com um desejo de melhorar e não magoar novamente seu pai.

E queremos gerar em nossos filhos sempre o desejo de melhorar e cada vez mais termos um relacionamento íntimo pai e filho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário