quinta-feira, 8 de abril de 2010

Apolinario quer tirar a parada gay da Paulista

O vereador Carlos Apolinario apresentou projeto de lei à Câmara Municipal de São Paulo para impedir a realização de manifestações setoriais na avenida Paulista, uma das principais vias públicas de São Paulo. O projeto reserva a avenida para apenas três eventos: a Corrida Internacional de São Silvestre, o Reveillon e o Aniversário de São Paulo. Sua proposta retira da avenida a Parada Gay, que vem sendo realizada ali há muitos anos, embora o Ministério Público e a Polícia Militar já tenham se manifestado no sentido de considerar a Paulista inadequada para esse tipo de manifestação. No ano passado, a imprensa noticiou que houve ali explosão de bomba e arrastão para roubos. Questionado se o projeto poderia ser entendido como um ato de discriminação, Apolinario declarou: “Não sou homofóbico. Ocorre que não há justificativa para que apenas os gays tenham o privilégio de usar a Paulista como local para manifestação. Há alguns anos, era realizada ali a Marcha para Jesus, que foi transferida para outro local. Se a manifestação por Jesus não pode ficar na Paulista, por que os gays podem? Não tem sentido. A Constituição assegura que todos são iguais perante a lei.”

Carlos Apolinario lembra que a Paulista é uma via de acesso a importantes hospitais, como o Incor, as Clínicas, o Emílio Ribas, o Santa Catarina, Oswaldo Cruz e o 9 de Julho, entre outros. Como o Ministério Público entende que a avenida suporta até três eventos por ano, o vereador propõe que devem se realizar ali apenas manifestações que sejam da cidade e não de segmentos da sociedade. As entidades que representam os gays criticaram a medida. Mas alguns importantes órgãos de imprensa apoiaram. Em editorial, o Jornal da Tarde, que pertence ao mesmo grupo que edita o Estadão, defendeu a aprovação do projeto, por entender que a Paulista não deve ser usada para a Parada Gay. “Só não vê quem não quer que a paralisação da Paulista prejudica seriamente o acesso de pacientes e médicos a esses hospitais, colocando em risco vidas. Essas vidas e esses transtornos são menos importantes que o turismo que, aliás, não perderia nada com a realização da Parada em outro local?”, escreveu o jornal. Em outro trecho, o jornal destaca: “Por isso, tem toda a razão de ser o projeto de lei apresentado à Câmara Municipal pelo vereador Carlos Apolinario.

Apolinario é um evangelista conhecido por suas pregações no rádio e na televisão. Além disso, tem uma atuação firme em defesa da fé cristã nos parlamentos brasileiros. Já foi deputado estadual três vezes, presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, governador do Estado por dez dias, deputado federal e está no terceiro mandato como vereador na Capital. Atualmente, é o líder dos Democratas na Câmara Municipal de São Paulo. É dele lei que proíbe a venda de bebidas alcoólicas nas rodovias estaduais de São Paulo. Essa legislação, em vigor desde o início dos anos 90, fez reduzir o número de mortes nas estradas paulistas. Apolinario também foi o relator da lei eleitoral, apontada por especialistas como responsável pela moralização das eleições no Brasil. Recentemente, a Câmara Municipal de São Paulo aprovou outra lei de sua autoria, que alterou as regras do Programa de Silêncio Urbano (Psiu).

A revista Veja publicou um perfil do vereador Carlos Apolinario e relacionou projetos de lei apresentados por ele. Sob o título O jeito Apolinario de legislar, a revista destacou, além da proposta que proíbe a Parada Gay na Paulista, o projeto que altera o Psiu, o que cria o programa de reciclagem de entulhos, a campanha contra a drogas nas escolas (aprovada em 2007), o pedágio urbano (em tramitação) e o Dia do Orgulho Heterossexual.

2 comentários:

  1. Primeiramente ao adentrar nesta página reconheço seu valor e a importância de seu autor(a) para a nobre causa do Senhor Jesus Cristo.
    Dito isso, quero convidar você que está lendo estas minhas palavras, a prestar um pouco mais de atenção as revelações do Espírito Santo Verdadeiro em nossos dias. Por se tratar de um assunto de interesse universal, pediria sua amável atenção, em uma breve, mais com certeza, produtiva visita ao nosso blog, onde estão depositadas Revelações do Senhor Jesus Cristo, para as quais peço encarecidamente que nos ajude a divulgar. Pois estamos vivenciando um memento muito sensível da palavra profética. Desde já suplico as bênçãos do Pai, do Filho e do Espírito Santo Verdadeiro sobre todo aquele que atender esse nosso chamado em nome do Senhor Jesus Cristo. Clique em martins111 - João Joaquim Martins. OU http://joaorevela.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi irmão Elieser!

    Boa tarde!
    Paz e graça de Senhor Jesus Cristo!

    Eu concordei com ele. Ele tem muita razão. A parada gay é igual ao carnaval, prejudica muito a população e impede os acessos dos pacientes e das pessoas aos hospitais, aos prontos-socorros e às farmácias. A parada gay só pensa em diversão e em sexo.

    Eu te convido a visitar e seguir meu blog:
    http://blogdoatletadecristo.blogspot.com

    Deus te abençoe!
    Fique na paz e graça de Jesus!

    Gustavo

    ResponderExcluir