quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Que tipo de peixe sou eu ?



“O Reino dos céus é ainda como uma rede que é lançada ao mar e apanha toda sorte de peixes. Quando está cheia, os pescadores a puxam para a praia. Então se assentam e juntam os peixes bons em cestos, mas jogam fora os ruins. Assim acontecerá no fim desta era.
Os anjos virão, separarão os perversos dos justos e lançarão aqueles na fornalha ardente, onde haverá choro e ranger de dentes”.     Mateus 13:47-50

PENSAMENTO:

Jesus comeu e conviveu com publicanos e pecadores. Alguns se converteram e outros não. Ele comeu e conviveu com fariseus, muitos dos quais em seus corações o odiaram. Alguns se converteram e outros não. Até entre os apóstolos, pelo menos um parecia um verdadeiro discípulo, mas não se converteu. No mundo e na igreja veremos coisas chocantes. Alguns que pensávamos serem Cristãos maduros farão coisas terríveis. No início da igreja, havia quem parecia grande servo do Senhor, mas, deixava Satanás tomar conta do seu coração, como Ananias e Safira. Nada disso é surpresa para Deus, nem significa que sua Igreja é falsa ou falha. O Senhor lança uma grande rede ao mar da vida. Dentro dela cairão muitos. Mas, nem todos são realmente bons. Só no fim da vida é que veremos a separação definitiva. E certamente haverão muitas surpresas.

Naquele dia veremos quem estava na rede, mas com seu coração ainda no mundo. Para quem realmente entende a parábola, fica uma pergunta no ar - que tipo de peixe sou eu? Isso nada tem a ver com ministérios ou títulos, com obras ou dons. É a maior pergunta para o maior de todos os dias. Se houver dúvidas em seu coração, fale com Jesus. Peça ajuda a ele para alcançar o arrependimento ou concluir as mudanças que precisam acontecer dentro de você. Aquele dia está chegando e Deus lhe deu plena liberdade de escolher para onde você seguirá daquele momento em diante. Aproveite. Você ainda pode decidir se estará dentro ou fora para sempre.

Fonte: Hermenêutica 

Nenhum comentário:

Postar um comentário