quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Mais do que líderes



Esta semana reproduzo um artigo da revista Liderança Digital de Janeiro – cujo título está destacado acima – do presidente do Instituto Brasileiro de Coaching – IBC e Master Coach Sênior e Trainer, José Roberto Marques. Ele explica a relação entre líder e liderado. E, inteligentemente, destaca que sabendo agir o líder consegue reter cada vez mais talentos ao seu redor, confira:

A capacidade de gerir e liderar pessoas e equipes não é e nunca foi tarefa fácil. Nos dias de hoje, liderar é muito mais que distribuir tarefas, supervisionar e apresentar números ao final de cada mês.

A liderança hoje tem como foco as pessoas, e não mais lucros e números. É claro que resultados são importantes para a empresa, mas entende-se, que equipes e colaboradores motivados, preparados e satisfeitos, produzem mais, melhor e em menor tempo.

A primeira característica de um bom líder é interessar-se por pessoas, gostar de ouvir, e entender por que elas se comportam de determinadas maneiras, em determinadas ocasiões. Estando atento aos objetivos de cada um de seus liderados, o líder tem maiores chances de alinhar estes objetivos aos anseios e expectativas da organização.

Esse profissional deve saber os momentos certos para falar com seus liderados, não dar várias ordens ao mesmo tempo, ter prioridades, ser organizado, ter inteligência emocional, estas são alguns aspectos de uma liderança eficiente e que visa os resultados extraordinários.

Ao se deparar com adversidades o líder deve criar novas formas de agir e de se comportar. Não se sentir intimidado pela situação e conseguir visualizar nesta uma oportunidade de crescimento tanto para si, quanto e principalmente, para seus liderados. Nos momentos de mudança, apresentar os benefícios e oportunidades que cada um terá com as novas formas de trabalho.

Com isso, ele oferece um ambiente seguro e confiável e transmite credibilidade aos seus liderados. Realizando um trabalho, pautado nestas características o líder consegue construir relações cada vez mais saudáveis com sua equipe, conduzindo-os e influenciando-os a realizar suas tarefas de acordo com o planejamento que foi proposto. Além disso, ele consegue reter cada vez mais talentos ao seu redor.

Diante disto, terá maiores oportunidades de despertar o potencial infinito que há em cada um dos membros de sua equipe, bem como de desenvolver a autoliderança e autonomia nestes, que são capacidades essenciais que todo colaborador deve ter.

Empresas são resultados de pessoas, essa é a nova filosofia das organizações, e o líder deve acreditar e viver isso. Conduzindo seus liderados, fazendo com que eles saibam que fazem parte dos processos e principalmente dos resultados.

Para pensar

"A resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas".

Mário Quintana


E ao alcançar cada objetivo proposto dê feedback, ressalte os pontos positivos e os de melhoria, de cada um e da equipe como um todo. E não se esqueça do principal, a celebração. Celebre cada conquista com sua equipe, isso os incentivará e os motivará a iniciarem novos projetos.

José Roberto Marques é presidente do Instituto Brasileiro de Coaching – IBC, e Master Coach Senior e Trainer. Um dos pioneiros em Coaching no Brasil, com mais de 25 anos de experiência em desenvolvimento humano. Criador de diversos instrumentos e ferramentas para o desenvolvimento de lideranças, profissionais e pessoas. Autor do Livro Coaching de Carreira – Construindo Profissionais de Sucesso, e do recém-lançado Leader Coach – Coaching como Filosofia de Liderança. www.ibccoaching.com.br

Abraço e até a próxima semana.

Karina Magolbo
Editora da Revista Liderança

Nenhum comentário:

Postar um comentário