quinta-feira, 13 de junho de 2013

AS BASES DO CRESCIMENTO DA NOSSA IGREJA



                Todos os seres criados pelo Senhor foram projetados para crescer. Os seres irracionais, em condições normais, crescem apenas fisicamente, pois não possuem um espírito. De outro lado, nós seres humanos e filhos de Deus, temos todas as condições de ir além. Cada um de nós é um espírito, que possui uma alma e habita em um corpo.

                A Palavra nos fala em Lc. 2:52 que o menino Jesus crescia em 3 dimensões:

1.Estatura- físico

2.Sabedoria- alma

3.Graça- espírito.

                O crescimento não é algo aleatório e automático. Ele requer investimentos apropriados e cuidados especiais. Isso vale tanto para a dimensão do corpo, como para a alma e o espírito.

                Muitas vezes você não recebe o que pede insistentemente de Deus é porque ainda não cresceu e amadureceu espiritualmente. De fato Deus deseja conceder todas as heranças em Cristo; no entanto Ele requer que você cresça para saber fazer o uso correto de tudo. Um pai não pode das às chaves de seu carro para um filho de 5 anos dirigir por aí, pode?

                Ninguém cresce espiritualmente só por estar aqui na igreja, nos cultos de domingo há muitos anos. O crescimento espiritual é provocado, e requer compromisso e esforço. Se a pessoa que frequenta a igreja não desejar e não decidir crescer e fazer um esforço para isso, simplesmente não crescerá.

                Após tomar a decisão por Cristo é preciso fazer a decisão de desenvolver espiritualmente e se tornar como Cristo. Ef. 4:13-15; I Pd.2:1e2; Fl.2:12.

Vamos falar das bases para estabelecer o crescimento espiritual.

1ª. BASE – OS HÁBITOS DE UMA VIDA CRISTÃ NORMAL. – Se você não desenvolver bons hábitos, irá desenvolver maus hábitos.  5 hábitos são básicos para o crescimento espiritual.

I. PASSAR TEMPO COM DEUS EM ORAÇÃO, LOUVOR E ADORAÇÃO.

II. PASSAR TEMPO COM A PALAVRA DE DEUS, CRER NELA E VIVER DE ACORDO COM ELA;

III .DIZIMAR E OFERTAR REGULARMENTE.

IV. VIVER EM COMUNHÃO COM OS IRMÃOS EM CRISTO.

V. PREGAR O EVANGELHO PARA OS DESCRENTES. Estes hábitos estão baseados nos ensinos de Jesus, nos Evangelhos, onde Ele afirma que um discípulo verdadeiro é aquele que segue a Palavra de Deus. ( Jo.8:31,32), ora e dá frutos ( Jo. 15:7,8) não é possuído por seus bens( Lc.14:33) e expressa o seu amor para os outros ( Jo. 13:34,35)

 2ª. BASE – O CONHECIMENTO REVELADO DA PALAVRA DE DEUS. O hábito de ler a Bíblia é fundamental para o crescimento, entretanto, é necessário obter um conhecimento que vá além da letra e dos conceitos naturais. Este conhecimento deve ser acompanhado de uma perspectiva espiritual que nos faça enxergar o que vemos e lemos de uma maneira ampliada nos levando a ver a vida do ponto de vista de Deus.

        Há muita gente com dureza de coração e cegueira, simplesmente porque não têm tido discernimento, sabedoria e entendimento das coisas de Deus à sua maneira.

                Sl.103:7 – As pessoas de Israel viram o que Deus fez, mas só Moisés entendeu porque Deus o fez. Esta é a diferença entre o conhecimento natural e o conhecimento revelado. O conhecimento natural é aprender o que Deus disse e fez, o conhecimento revelado é compreender porque Deus disse e fez. O conhecimento revelado responde o porquê das perguntas que temos na vida. Veja a importância do conhecimento revelado.

a) O Conhecimento revelado faz com que amemos a Deus ainda mais. (  Ef.3:18)

b) O Conhecimento revelado nos ajuda a resistir às tentações. Quando olhamos de cima vemos a situação do ponto  vista de Deus, reconhecemos que as consequências do pecado a longo prazo são maiores do que qualquer prazer que possa proporcionar. Sem o conhecimento revelado seguimos nossas próprias inclinações naturais, apesar de conhecer o que diz a Bíblia.(Pv.14:12)

c) O Conhecimento revelado nos ajuda a lidar com as tribulações ( Rm.8:28) pois olhamos para além da dor e dos problemas

d) O Conhecimento revelado nos protege do erro.  Hoje precisamos desesperadamente de cristãos que tenham discernimento e conhecimento revelado da Bíblia acerca de trabalho, dinheiro, prazer, sofrimento, o bem e o mal, relacionamentos e outras coisas da vida. É importante termos conhecimento revelado para que não mais sejamos como meninos agitados ( Ef.4:14) O Conhecimento revelado e imprimido em nossos corações é que produz estabilidade em nossa vida, nos fazendo caminhar de uma base para outra na vida cristã.

 3ª. BASE – AS CONVICÇÕES BEM FORMADAS E INTERIORIZADAS. O que é convicção? Diz os dicionários que é uma crença firme e forte, mas é muito mais, nossas convicções incluem  nossos valores, compromissos e motivações.

-Uma crença é algo que você defende. – uma convicção é algo pelo qual você entrega a vida.

-Saber o que fazer ( conhecimento natural) – Saber porque fazer ( conhecimento revelado) – Saber como fazer (habilidade). Todavia nada disso tem valor se você não possuir uma convicção para motivá-lo. Quem sabe até o presente momento você tem orado, lido a Bíblia, e freqüentado a célula e os cultos seguindo o exemplo de outros. ( Uma criança procede desta forma). Mas quando você cresce,  precisa eventualmente desenvolver suas próprias razões para fazer o que está fazendo. Estas razões são as convicções.

                As convicções bíblicas são vitais para o crescimento e a maturidade espiritual.  Uma pessoa sem convicção vive à mercê das circunstâncias. Se você não determinar o que é importante e como vai viver, outras pessoas vão determinar isto para você.

                Pessoas sem convicção geralmente seguem a multidão sem pensar. Precisamos de convicções bíblicas para ir contra os valores deste mundo. SE VOCÊ NÃO SE LEVANTA PARA O QUE VOCÊ CRÊ, ACABA CAINDO TODA HORA.

                É interessante observar que a nossa sociedade possui fortes convicções sobre questões fracas, como esportes, moda, beleza, enquanto tem convicções fracas sobre questões fortes e vitais, como o certo e o errado, a vida e a morte, a salvação e o inferno.

              Sem convicções sobre o crescimento você se desanima e acaba deixando tudo de lado. Ninguém permanece numa missão difícil a menos que esteja convencido de que existe uma razão para fazê-lo.

                As pessoas que causaram um maior impacto neste mundo, para o bem ou para o mal, não foram necessariamente   os mais inteligentes, ricos ou cultos, foram pessoas com convicções mais fortes e profundas. Pessoas como apóstolo Paulo, Karl Marx, Maomé, Lutero e outros, são exemplo de pessoas que mudaram o mundo por meio de suas convicções.
 
Pr. Elieser Salles

Nenhum comentário:

Postar um comentário